Loading...

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Lago sem lixo pela qualidade de vida e equilíbrio ecológico


Estudantes, voluntários defensores do meio ambiente, técnicos dos órgãos envolvidos na manutenção do Lago Paranoá, esportistas e a sociedade estão sendo convocados a participar, na sexta-feira (21) e sábado (22), do “flushing”, evento anual que consiste na limpeza das bordas e fundo do lago.  Sempre no mês de outubro, quando o nível do Lago atinge sua cota mínima (999,80), o “flushing”- abertura das compotas para lavagem da camada superficial das águas- é fundamental para a manutenção da boa qualidade do Paranoá.
Desde ano passado, com a criação do Grupo de Acompanhamento das Cotas do Lago Paranoá, a ADASA passou a exercer a coordenação das atividades do grupo que tem o papel de planejar e implantar ações que auxiliem na limpeza, proteção, conservação do manancial, com envolvimento direto da comunidade no processo.
Formado pela CEB, CAESB, Marinha, Secretaria de Turismo, Diretoria de Vigilância Ambiental, Comitê de Bacia do Paranoá e Ibram, sob a coordenação da ADASA, a equipe responsável pela gestão do Lago, aposta, este ano, na participação efetiva de estudantes de escolas públicas como poderosos agentes disseminadores na luta contra o assoreamento e poluição das águas do Paranoá.
Estudantes de sete escolas escolhidas pela Secretaria de Educação-aproximadamente 700 alunos- farão um mutirão de limpeza nas bordas do lago, em sete áreas - Bosque, a Praça dos Orixás, a Nascente JK, Ermida Dom Bosco, Prainha, Ponte das Garças e a quadra MI 10, Conjunto 02. Equipes de canoagem, remo, vela e atletas de outros esportes aquáticos também recolherão resíduos na superfície, enquanto os mergulhadores estarão incumbidos pela limpeza do fundo.
Na sexta-feira (21), em dois turnos, os alunos receberão instruções de como proceder durante a coleta e kits (boné, camiseta reciclada de pet, squize, luvas de borracha e sacolas plásticas biodegradáveis) para o recolhimento de lixo. Pela manhã e à tarde, eles iniciarão a coleta, triagem e contabilização do material arrecadado.
No sábado (22), a partir das 8h30, o evento se concentrará no calçadão da Orla Norte, em uma enorme tenda que abrigará stands dos órgãos envolvidos, com distribuição de cartilhas, serviço de orientação à comunidade, brinquedos para a garotada e um palco para apresentação de teatro de bonecos e shows. 
A organização do mutirão, que espera no dia um público superior a 1.500 pessoas, programou dinâmicas educativas, oficinas de reciclagem, exposições de produtos reciclados e apresentações culturais.
Os defensores do Lago Paranoá acreditam que, muito além da limpeza, o maior objetivo do mutirão é conscientizar a sociedade para a importância de garantir um futuro saudável para o Lago, que é considerado o cartão postal de Brasília e acumula funções múltiplas de lazer, pesca, esportes náuticos e ainda como alternativa para o abastecimento humano.

Paulo Cotta
Coordenador do Núcleo de Comunicação e Imprensa
Tel: (61) 3691-4909/8612-1402

Fonte: http://www.adasa.df.gov.br/


Fonte da foto: http://brasiliacc.blogspot.com

Um comentário:

  1. Olá Claudia muito bom o tema que você está trabalhando. Precisamos ter consciência e assim respeitar mais a nossa natureza.Essa responsabilidade é de todos.

    Muito bom mesmo!!!
    Abraço.

    ResponderExcluir